[Artigo] Farmacoeconomia e gestão hospitalar

Publicado por IDE Cursos em 3 de outubro de 2018
Categorias:
[Artigo] Farmacoeconomia e gestão hospitalar

A Auditoria em Saúde trabalha na gestão e fiscalização dos serviços em busca de melhorar a qualidade do atendimento dentro de um melhor custo-benefício. Uma planejamento que envolve conhecimento administrativo, mas também conhecimentos específicos de Saúde. Seja em Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Fisioterapia. E quando enriquecido com a Farmacoeconomia, esse planejamento pode trazer grandes benefícios para o paciente, em sua recuperação e atendimento, como para a instituição.

Quais medicamentos podem ser mais econômicos e trazer melhor resultado aos pacientes? Em que caso eles podem ser aplicados? Para quem? Fazendo um levantamento sob essas perspectivas, talvez poderia conseguir menos tempo de internação e uma recuperação mais rápida. Um profissional especializado na área pode fazer esse estudo e trazer opções mais viáveis nesse sentido.

O artigo Impacto Econômico ao Incorporar a Rivaroxabana versus Enoxaparina na Profilaxia de Tromboembolismo Venoso Profundo em Pacientes Submetidos às Cirurgias Ortopédicas trata dessa visão. Um estudo desenvolvido pela Farmacêutica Girllene Silva, pós-graduada em Auditoria em Serviços de Saúde pelo IDE.

RESUMO

Introdução: Com um intuito de analisar a eficácia na profilaxia antitrombótica junto a farmacoeconomia foi realizado um estudo comparativo entre duas drogas em um hospital conceituado da região metropolitana da capital pernambucana. Objetivo: Analisar as drogas anticoagulantes enoxaparina e a rivaroxabana quanto a viabilidade econômica no tratamento profilático em pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas. Método: Levantamento estatístico com 58 pacientes, divididos em dois grupos de acordo com o uso da droga. Resultados: Pacientes onde o médico optava pelo uso de rivaroxabana 10mg tinham custos com internação drasticamente diminuídos em decorrência da alta hospitalar imediata,em contra partida pacientes tratados com enoxaparina 40mg permaneciam internados para a realização do tratamento profilático. Conclusões: Houve economia financeira significativa para o hospital na substituição da rivaroxabana 10mg em relação à enoxaparina 40mg.

Quer saber como foi esse estudo e qual a economia e efeitos nesses tratamentos? Então clique no banner abaixo e confira o artigo na íntegra!

 

Posts relacionados