16 livros de enfermagem que você não pode deixar de ler

Publicado por IDE CURSOS em 18 de janeiro de 2017
Categorias:
16 livros de enfermagem que você não pode deixar de ler

Quem escolhe uma carreira na área de saúde sabe (ou deveria saber) que nunca vai parar de estudar. Há várias razões para essa postura, mas as mais importantes são os constantes avanços na medicina e o fato de seu principal foco de trabalho ser uma pessoa. Os livros de enfermagem são ótimas fontes para isso.

Dessa forma, em várias ações do seu dia a dia, o especialista lidará com um ser vivo na qualidade de paciente, cuja vida pode, muitas vezes, depender especificamente desse profissional.

Portanto, dada a importância da atualização frequente, preparamos uma lista especial com os 16 livros de enfermagem que todo profissional deve ler e precisa ter em sua biblioteca de saúde. Confira!

1. Enfermagem em Saúde Coletiva — Teoria e Prática

A prática gerencial, assistencial, educativa e investigativa são as várias especificidades desse livro voltado para o enfermeiro da saúde coletiva, sobretudo na Atenção Primária em Saúde (APS). A obra contou com a colaboração de professores de várias universidades.

Publicado em 2012 pela Guanabara Koogan, o livro é de autoria de Natália de C. Horta e Marina C. M. R. de Souza.

2. Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC)

De autoria de Gloria M. Bulechek e outros, sua 6ª edição foi publicada no Brasil em 2016 pela Elsevier. O livro reúne uma lista completa de intervenções de enfermagem, englobando desde a prática generalista até as áreas de especialidade.

Concebida por pesquisadores da Universidade de Iowa, a obra é considerada uma ferramenta clínica que colabora para a definição e padronização dos conhecimentos para o ensino e a prática de enfermagem, ao mesmo tempo em que informa a natureza da profissão e propicia a correta seleção das intervenções por enfermeiros e estudantes da área.

3. Técnicas Básicas de Enfermagem

Organizada por Andrea C. B. Volpato e Vanda C. S. Passos, a 3ª edição foi lançada em 2013. Trata-se de um verdadeiro roteiro de procedimentos de enfermagem destinado a todos os profissionais da área.

A intenção é proporcionar um atendimento visando à humanização, segurança, economia e conforto. Cada metodologia de enfermagem é disposta em um plano sistemático com nome, definição, objetivo, descrição e observações acerca do procedimento, além do material necessário para a sua realização.

4. Prática de Enfermagem

Com sua 10ª edição lançada em 2016, a obra de Sandra M. Nettina é voltada para estudantes que desejam conhecer a prática da enfermagem de maneira objetiva, com questões cruciais.

O livro inclui as principais áreas de enfermagem de maneira compacta, abordando itens fundamentais como:

  • histórico de enfermagem;
  • fatos clínicos e de enfermagem para 250 distúrbios e cirurgias;
  • diagnósticos de enfermagem;
  • exames diagnósticos;
  • tratamento colaborativo;
  • prescrições;
  • educação ao paciente;
  • manutenção da saúde.

De forma concisa, a obra foi ordenada por patologias, elencadas em ordem alfabética, oferecendo resultados críticos para a assistência aos pacientes, com os seguintes alertas:

  • de emergência;
  • pediátricos;
  • gerontológicos, além de orientações na assistência comunitária e intervenções complementares.

5. Procedimentos e Intervenções de Enfermagem

As autoras Potter, Perry e Elkin trazem, nesse livro de 2013, 180 técnicas e capacitações de uso na prática diária nos níveis básicos, intermediários e avançados.

As habilidades apresentadas consistem em coleta de dados, planejamento, implementação e avaliação, sempre focando em melhorar a qualidade dos cuidados prestados aos pacientes.

A cada etapa, é apresentada uma justificativa adequada correspondente. Os alertas de segurança ressaltam os riscos incomuns ligados ao próximo passo da competência, ajudando o enfermeiro a planejar, antecipadamente, cada passo das aplicações de enfermagem.

Aos enfermeiros em posição de liderança, o livro apresenta duas seções importantes: delegação e colaboração, as quais apontam quando se deve delegar uma ação aos auxiliares de enfermagem, inclusive fornecendo uma amostra da documentação dos registros para facilitar a comunicação com os cuidados ao paciente.

6. Fundamentos de Enfermagem

Emília Kawamoto e Julia Fortes apresentam, nesse pequeno livro original de 1986, os princípios, conceitos e técnicas que compreendem as bases sólidas da prática da enfermagem. E quem já conhece o livro vai se surpreender, pois a nova edição foi atualizada e ampliada. Além disso, o projeto gráfico foi totalmente reestruturado.

Na nova edição, foram adicionadas, nas margens, notas para definir termos importantes do texto, facilitando o aprendizado do teor do livro e auxiliando o aluno e o profissional de enfermagem para consultas rápidas.

7. Diagnósticos de Enfermagem da Nanda — Definições e Classificações

Essa é uma obra voltada para todos os que atuam na área de enfermagem. O livro, publicado periodicamente desde 2008, contém 187 diagnósticos, entre os quais 26 revisados e 15 novos. As análises seguem a taxonomia NNN da prática de enfermagem e apresentam definição, descrição, fatores de risco e relacionados.

8. Manual de Procedimentos para Estágio em Enfermagem

Os procedimentos mencionados no livro compreendem as responsabilidades de uma equipe de enfermagem. A finalidade do manual é orientar os procedimentos realizados nos cuidados, organizados sistematicamente de modo a apresentar conteúdos teóricos fundamentais para a prática diária, descrevendo os procedimentos e suas finalidades, além dos materiais e tratos necessários com o paciente.

A obra de Sandra e Marcelo Tardelli da Silva mostra ao aluno a importância de se organizar para realizar suas ações durante o estágio, com competência profissional, tornando-o um estagiário diferenciado.

9. Diário de Enfermagem

Dos mesmos autores do manual para estágio, esse é um livro essencial tanto para estudantes de enfermagem quanto para os alunos de nível médio que pretendem se graduar na profissão. A finalidade do diário é esclarecer e encaminhar o estudante para a realização do estudo clínico de maneira sistematizada.

Além da teoria — importante para a prática do dia a dia —, a obra contempla os dados verificados e apurados no paciente em tratamento para que o estudante entenda a importância de planejar suas condutas de maneira profissional.

10. Administração de Medicamentos em Enfermagem

Esse livro de 2013 pode interessar não apenas os acadêmicos e profissionais de enfermagem, como também outros estudantes e especialistas em outras áreas de saúde — como os farmacêuticos, que lidam diretamente com medicamentos —, os quais encontram informações importantes para melhorar sua prática profissional na assistência à saúde.

Além da conservação e armazenamento dos medicamentos, a obra de Klinger Fontinele Júnior enfatiza a administração e a legislação de suporte.

11. Manual de Diagnósticos de Enfermagem

O livro de Lynda Juall Carpenito, publicado originalmente pela Artmed em 2008, simplifica o acesso aos diagnósticos de enfermagem e aos problemas colaborativos, favorecendo na elaboração de diagnósticos mais precisos.

A obra ainda traz intervenções da NIC (Classificação de Intervenções de Enfermagem) e definições de resultados da NOC (classificação dos resultados de enfermagem) em cada diagnóstico abordado.

12. Atendimento Inovador em Saúde

Nas próprias palavras de Nisia Teles, autora do livro, esse é “o resultado de 6 anos respirando o atendimento da área da saúde”.

O livro de 2016 mostra, em linguagem acessível e prática, para os membros das equipes de saúde de clínicas, hospitais, laboratórios e consultórios, a capacidade que eles têm para crescer na profissão e realizar coisas incríveis.

A obra é uma aquisição interessante para as unidades de saúde que desejam resgatar nos funcionários (profissionais da saúde) o amor pelo cuidado humano que todos já sentiram.

13. Blackbook Enfermagem

As edições do Blackbook são, reconhecidamente, uma grande fonte de informações para as mais variadas profissões da área de saúde. Com a enfermagem, a coisa não muda muito de figura e esse título tem a capacidade de atender a todas as principais necessidades de consulta rápida e dúvidas dos enfermeiros em suas rotinas diárias.

A praticidade é o ponto forte da obra e suas páginas abordam os temas mais comuns e fundamentais da prática hospitalar e clínica, de uma maneira bastante objetiva, porém didática. Além de ter um conteúdo estrategicamente selecionado, os tópicos são ricamente ilustrados.

Os conteúdos reunidos por Reynaldo Gomes de Oliveira são sistematizados em tabelas, o que facilita uma rápida localização dos dados necessários. Os autores são brasileiros e as informações estão com consonância com a nossa realidade, inclusive com a tecnologia disponível e as práticas comuns do país, sendo uma ferramenta essencial para consultas nos momentos mais críticos.

14. Terminologia em Enfermagem

Sabemos que a área de saúde é repleta de termos complexos e pouco conhecidos do público em geral, não é mesmo? Diante dessa realidade, é fácil perceber que, mesmo em uma graduação completa como a de enfermagem, é praticamente impossível dominar todas as palavras e expressões desse campo de atuação profissional.

Essa obra de Aparecida Modesto dos Santos tem justamente o objetivo de solucionar de imediato todas as dúvidas que possam surgir rotineiramente, sendo um excelente material para levar no bolso. Sua praticidade que não inviabiliza uma pesquisa mais detalhada das terminologias relacionadas com pacientes, tratamentos, medicações e condutas.

15. Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica

O tratado de enfermagem de Brunner & Suddart é considerado como uma espécie de Livro Sagrado da profissão e, por isso mesmo, é uma das obras mais conhecidas e apreciadas por estudantes, professores e profissionais há quase meio século. Embora tenha uma abordagem muito completa, suas páginas são bastante acessíveis e didáticas.

O livro trata de diversos temas pertinentes, com ênfase a conteúdos práticos, uma excelente gama de condições clínicas e orientações na assistência aos pacientes e suas famílias. A organização é bem meticulosa e os dados são consistentes, com ilustrações e questões sobre a prática baseada em evidências.

16. Enfermagem – História, Cultura dos Cuidados & Métodos

Por fim, não dá para falar dos livros de enfermagem que você não pode deixar de ler sem citar “Enfermagem – História, Cultura dos Cuidados & Métodos”. Essa é uma obra relevante não apenas para estudantes, mas também para professores e enfermeiros formados, ilustrando a realidade com histórias de profissionais valorosos do ramo.

Na primeira parte, a obra aborda estudos biográficos, enquanto na segunda, disserta sobre a cultura dos cuidados. Na terceira e última, você pode conferir informações importantes sobre as bases teóricas nas investigações da enfermagem e a cultura de cuidados em todo o mundo.

Com esses livros de enfermagem que você não pode deixar de ler, você tem a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a profissão, além de realizar consultas rápidas para retirada de dúvidas e apostar na constante atualização na área, por meio do aprendizado com essas obras de suma relevância.

Esperamos que esta lista seja útil para que você possa se planejar e adquirir os livros de enfermagem essenciais.

Se você gostou deste conteúdo, sinta-se à vontade para compartilhá-lo livremente em suas redes sociais!

Posts relacionados