Notícias
Publicado em 01/04/16

Na semana de conscientização mundial do autismo, Ide promove palestra para tratar do assunto

Autismo, uma visão interdisciplinar. Em virtude do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que acontece no dia 2 de abril, o Instituto de Desenvolvimento Educacional (IDE), promove um evento para celebrar e incentivar a compreensão da população a respeito do espectro autista. Marcado para a quarta-feira (6), às 19h, na sede da instituição, a conversa conta com a presença de profissionais renomados das áreas que envolvem os cuidados do autismo, visando alcançar um público que varia de profissionais e estudantes, até famílias e/ou demais interessados no assunto. A entrada é gratuita, e as inscrições são limitadas e devem ser feitas no site do IDE: www.idecursos.com.br/eventos.

Com a missão de repassar as diferentes temáticas atreladas ao autismo, estarão no Ide os palestrantes: Alessandra Sales, fonoaudióloga e coordenadora da Clínica Somar, o pedagogo e sócio fundador da Clínica Somar, Vitor Eustáquio, e a psicóloga Roberta Monteiro, também sócia fundadora da Somar.

Autismo no Ide

O Ide é pioneiro quando o assunto é autismo. A instituição possui um curso específico de pós graduação em que o distúrbio é estudado que está em sua segunda edição . O curso tem como objetivo proporcionar aos profissionais de saúde e educação o aprofundamento teórico e a vivência prática em transtornos do espectro, em que a capacitação e o aprimoramento dos conhecimentos para essa área são tratados de maneira cuidadosa para assegurar que esses profissionais formados possam oferecer o melhor tratamento para os portadores do autismo.

Conheça o autismo

O autismo pode ser considerado um desequilíbrio do desenvolvimento do cérebro que compromete a comunicação e a interação social, acarretando um comportamento limitado e repetitivo. Para a psiquiatria, o autismo trata-se de um sintoma esquizofrénico que consiste em referir à própria pessoa tudo o que acontece em seu redor. Já para a medicina, o autismo é uma síndrome infantil caracterizada pela incapacidade congénita de estabelecer contato verbal e afetivo com alguém.

O autista tem necessidade de manter o absolutamente estável o meio em que está. Os sintomas do autismo que costumam chamar atenção, aparecem durante os primeiros três anos da infância e mantêm-se durante a vida. Embora não exista a cura, realizando o tratamento apropriado é possível um desenvolvimento comparado ao normal, pois reduz os comportamentos que são julgados inadequados.

Os números indicam que o autismo afeta entre duas e dez pessoas por cada 10.000 habitantes. E dentre eles, o número de pessoas do sexo masculino pode chegar a quatro vezes maior do que no sexo feminino.